Fale Conosco

“6 maneiras de cultivar a gratidão” foi o assunto da participação da psicóloga e diretora da FACEFI, Mara Lins, em entrevista na Rádio Jovem Pan

A doutora em Psicologia e Diretora da FACEFI (Faculdade do Centro de Estudos, da Família e do Indivíduo – CEFI), psicóloga Mara Lins, participa semanalmente do programa Jornal da Manhã – Edição Grande Porto Alegre da Rádio Joven Pan (90.7 FM), com apresentação do jornalista Fernando Zanuzo. Todas as sextas-feiras, a psicóloga aborda assuntos como relacionamentos, saúde mental e temas relacionados à Psicologia. Na participação desta sexta-feira, 07 de janeiro, Mara falou sobre as 6 maneiras de cultivar a gratidão.

“PRAXIS, instituição que organiza treinamentos em terapias contextuais falou sobre “O Projeto Gratidão, livro do Jeremy Smith, (The Gratitude Project), o qual fala sobre como a ciência da gratidão pode ajudar o nosso cérebro para resiliência, otimismo e bem estar. A gratidão é uma ferramenta mental que usamos para nos lembrar das coisas boas. É uma lente que nos ajuda ver as coisas que não fazem parte da nossa lista de problemas, pois é nessa última que é mais fácil focar. É possível ver pequenas bênçãos que estão ali invisíveis, como, por exemplo, ter saúde, água limpa, comida suficiente. A gratidão não faz com que os problemas e as ameaças desagradáveis desapareçam: podemos perder o emprego, ser atacados na rua e ainda sim cultivá-la”, comenta Mara.

Então seguem algumas dicas para isso:

Primeira dica: De vez em quando, pense na morte e na perda. Contemplar algum final realmente te torna mais grato pela vida que você tem. Por exemplo, quando você visualiza a própria morte, a gratidão aumenta consideravelmente. Se pedirmos às pessoas imaginarem a perda de seus parceiros, as pessoas vão se tornar mais gratas com eles também. Quando você percebe que uma coisa boa está garantida, tenta desistir dela por um tempo e, aí, quando você começa a prestar atenção, ela volta a ser percebida como importante.

Segunda dica: Reserve um tempo para cheirar as rosas.As pessoas gratas também notam a fragrância do café, de um bolo assando no forno, o aroma de um carro novo, por exemplo. Coisas que lhe dão prazer. Saborear a experiência positiva a torna mais intensa em seu cérebro e aumenta o benefício da sua psique. E a chave é expressar gratidão pela experiência. Você também pode considerar adicionar uns pequenos rituais na forma como você experimenta os prazeres. Por exemplo, um estudo publicado na revista Psychological Science descobriu que rituais como orações ou apenas mexer com a colherzinha do café quando está prestes a beber ajuda no bem estar. Quanto mais as pessoas prestam atenção, por exemplo, na comida, no olfato, no paladar, na visão, mais a comida fica saborosa. Só que nos esquecemos disso.

Para escutar as demais dicas ouça a entrevista na íntegra abaixo. Acompanhe as participações de Mara Lins na Rádio, todas as sextas-feiras entre 7h e 8h.