Fale Conosco

“A doença mental e a intensidade da desregulação das emoções” foi o assunto da participação da psicóloga e diretora da FACEFI, Mara Lins, em entrevista na Rádio Jovem Pan

A doutora em Psicologia e Diretora da FACEFI (Faculdade do Centro de Estudos, da Família e do Indivíduo – CEFI), psicóloga Mara Lins, participa semanalmente do programa Jornal da Manhã – Edição Grande Porto Alegre da Rádio Joven Pan (90.7 FM), com apresentação do jornalista Fernando Zanuzo. Todas as sextas-feiras, a psicóloga aborda assuntos como relacionamentos, saúde mental e temas relacionados à Psicologia. Na participação desta sexta-feira, 13 de agosto, Mara falou sobre como a doença mental e a intensidade da desregulação das emoções podem dificultar nossa compreensão.


“Pode parecer estranho e até indelicado sugerir que a maioria de nós, quando está submerso numa doença mental, não é capaz de pensar. Ou nem precisa ter uma doença mental: uma boa desregulação das emoções já faz esse serviço. Mas, claro que não é assim que a pessoa sente. Por dentro, as nossas mentes provavelmente estão ocupadas e focadas em organizar os pensamentos. A partir do momento em que, por exemplo, nós acordamos em pânico ou ficamos com nojo de nós mesmos, nossa mente fica ruminando, explorando cenários catastróficos, voltando ao passado, atacando a si mesmo, por coisas que fez ou por coisas que não fez. As nossas mentes não nos dão um momento de descanso, nessas horas, e ficamos exaustos e exaustas pelas maratonas dos pensamentos correndo dentro de nós”, comenta Mara. “na fase ativa de uma grande desregulação das emoções nenhuma dessas faculdades mentais funciona mais, mas (e essa é a verdadeira maldade da doença) dificilmente a gente percebe o que está acontecendo. Quando ficamos doentes, ficamos inconscientes. Parece que continuamos a pensar como sempre foi, com toda a inteligência e confiabilidade usuais. Em nenhum lugar no caminho a nossa mente nos diz que algo começou a ficar distorcido, que em algum momento do dia, para todos os efeitos, algo parou de funcionar.”

 

Ouça a entrevista na íntegra abaixo. Acompanhe as participações de Mara Lins na Rádio, todas as sextas-feiras entre 7h e 8h.